segunda-feira, 22 de outubro de 2012

A insatisfação transborda e dói! Mas a vida segue!

O mundo vai mundo além do que os olhos podem ver, muito mais do que dizem as palavras. A ignorância existente nas pessoas são meros reflexos da convivências com pessoas inferiores, dos quais igualam-se à sua volta. Dar valor as coisas cotidianas pode parecer monotonia para uns, mas para outros é das coisas cotidianas que se tem o sustento e as responsabilidades. É muito fácil usufruir das coisas boas, o dificil é reconhecer o quanto custou de doação por tais merecimentos. Quem olha de fora acha tudo muito lindo, mas só quem é protagonista consegue enxergar o verdadeiro valor. Todos temos defeitos, eu como ser humano tenho muitos, eu peco, eu erro e volto a errar, mas tento cada dia que passa melhorar. Mudei muito, mas não tanto para ser palhaça do picadeiro, sou chata sim, egoísta as vezes, ignorante quando é preciso, volto atrás, vou atrás de quem merece e muitas vezes mesmo estando certa, mas quem vê isso? como me disseram outro dia "coisas boas que fazemos pelas pessoas ninguém as reconhecem"...é isso ai, correr atrás de quem se ama mesmo estando com a razão e ser ignorada dói, dói ouvir dizer que "tanto faz"...mas tudo bem, o amor perdoa, o amor entende, mas o amor também tem seus princípios, seus objetivos e suas qualidade. Bobo sim, mas não idiota para só leva e continuar como em um mar de rosas, as vezes os espinhos machucam, e a constância de machucados tornam-os incuráveis. É muito difícil ter que virar as coisas para sua vida e tentar ter a sua independencia social, é dificil acreditar que planos tão concretos se desmancham como areia com meras palavras, daí vê-se a quão frágil é um amor talvez julgado eterno, algo pré-destinado talvez, mas assim como o destino coloca pessoas em nossas vidas, ele também as tiram. Cansei de me importar tanto com o deslexo de outrem, cansei de viver me preocupando com o que vão pensar disso ou daquilo, eu sei o que devo fazer, mas talvez não tenho a preparação necessária, mas vou tentando dar valor a quem me dá valor, reconhecer as coisas boas sempre, agradecer a todo momento, mas saber virar as costas quando algo ti machuca, mesmo que o ame mais que tudo as vezes é preciso para a vida continuar seu ciclo, não digo abandonar, apenas aprender a ignorar e dexar acontecer...Cada um tem sua conciência e sabe a consequências de seus atos, posso dizer que aprendi muito já com a vida, e agora vivo com uma conciência tranquila e sem medo de nada, meus sentimentos são inabaláveis, sem teto de vidro, mas é decepcionante ver tal doação e não ter tanta reciprocidade, mas tudo bem, nada que faço exijo retorno, faço de coração, faço por que quero, mas tem gente que faz como obrigação, "porque tem que fazer o serviço completo", ops não sabia que tinha um chofer, mas tudo bem, ai se vê a diferença das atitudes. Há vão pensar "roupa limpa se lava em casa?" não estou lavando nada aqui, apenas quiz escrever...pensem o que pensar...afinal não tô nem ligando para o que pensem mais, só sei do que eu acho e sinto, já que o tanto faz reina, e o olhar de insatisfação já virou tão rotineiro quem nem nas atitudes se disfarça mais, tudo bem, sei que fiz e faço o meu melhor, se não achas suficiente, o mundo está de portas e janelas abertas, não precisa me leva nas coxas...né!!!...rs
Boa Semana pessoal!! bjitos no ♥!!!

sábado, 25 de agosto de 2012

O destino na direção do Sol

A vida dá tantas voltas, vai e vens que as vezes ficamos sonzos com tantas idas e vindas, nos apresenta tantas pessoas que nem imaginamos o quão importantes elas ainda serão em nossas vidas, e quando nos damos conta até rimos e nos impressionamos com a capacidade que o destinos tem em cruzar caminhos sem ser notório, em fazer acontecer fatos que primeiramente julgamos impercebível, mas que na frente se juntarão a outros diversos que farão toda a diferença. 
Quando menos se espera um raio de sol entra num fresta da janela e nos cega com o seu brilho, reluzente, lindo, encantador. Como a criança segue seu desejo por um doce ou brinquedo, segui tal brilho, estigante, misterioso...que se torna mais curioso após tocar de relance a pele entristecida pelas sombras da vida, seria um sinal de luz? será que devo tomar um banho de sol? será que irei me queimar? será? será? será?
Tudo na vida é feito de tantos serás, que se fosse pensar seriamente em todos, não se resolveria nada. A curiosidade foi mútua, uma na direção em seguir aquele calor reluzente, outro em seguir a pela friamente interessante. Mas o que fazer dos fatos que a vida já haviam nos apresentado? sumir rumo ao pôr-do-sol e desaparecer eternamente? talvez, mas como uma das decisões mais séria da vida, decidiu-se arriscar, jogar pro alto o que tinha de certo mas não futuro, o que tinha de rotineiro, mas não aventureiro. Arriscamos coisas na vida que se pararmos para pensar nem acreditamos como tivemos coragem, como realizamos tal feito com tanta firmeza, mas chega uma hora na vida que devemos ser assim, decidir e pronto!
Decidi! decidi ir atrás de um raio de sol que trouxe uma felicidade aquecida, algo acolhedor, aconchegante, algo confiante, e aos poucos fui me adentrando aos raios e deixando que consumisse minha alma, e assim foi...
O consumismo da vida nos traz coisas maravilhosas e coisa espinhentas, as vezes não se dá conta de como dói as espinhadas diretas e indiretas, que aos olhos deste não significa nada e ignorar é muito fácil, mas não é, dói cada palavra, cada gesto, cada olhar...mas pelo amor que move nossas vidas engolimos tais coisas e partimos pra frente, dando um passo atrás do outro, em meio a dificuldades e conquistas.
Sou complicada sim, indecisa, desconfiada, istérica, doida talvez, mas tudo o que mais procuro é o respeito mútuo, há criticas sim, mas tentamos fazer reinar a luz da felicidade, reinar os momento maravilhosos juntos, e como são maravilhosos.
Mas as forças más agem contra as coisas boas, por mais que tentamos sobressair e querer trazer um sorriso no rosto, este muitas vezes vem acompanhado de uma lágrima.
O quão bom seria se tudo fosse como nos bons momentos que passamos, só nós, sem ninguém, sem ruindade, sem malidiscência, sem chingamentos, sem críticas...como seria bom....
Pensamos tanto no futuro, na vida juntos, que em pensamento parece ser linda...mas sabemos bem que não é...os desafios de hoje não demonstram nem 1% do que iremos passar no amanhã, juntos...a vida conjugal torna mais difícil, mais estressante, mas desgastante...e pra que esperar se hoje em dia já se vive tudo isso e é tão dolorido, dói tanto cada ofensa, cada desaforo, sem ao menos poder desabafar....dói e dói muito.
O raio de luz é lindo se apreciado de longe, com um brilho que sega a alma de tanta reluzência, mas ele queima tanto que já não é possível desfrutar de sua aconchegante beleza. Dói tanto ver tudo que se quer na vida passar por entre as fresta da janela e aos poucos mudar de direção sem pode fazer nada, pois é assim o ciclo da vida, pois no outro dia lá estará o raio de sol, que é o minimo de um grandioso astro que reina nos ceús, e precisa de espaço e liberdade para brilhar, sem nuvens e chuvas para atrapalhar sua grandiosidade...volto as sombras, e dessa vez totalmente obscura e fria. Poderia não ser assim? sim poderia, mas as feridas já não estão mais se curando, e está doendo cada dia mais e mais... não consigo suportar tal dor e espero que o SOL siga sua vida sem as sombras que lhe seguem, seguindo o seu fluxo em busca de um dia mais lindo ao amanhecer, e permanecerei observando-o...e olhando...e olhando...apenas olhando...

sexta-feira, 13 de julho de 2012

segunda-feira, 25 de junho de 2012

ESSA VAI PARA AS AMIZADES QUE JÁ NÃO SÃO



É duro encarar rostos conhecidos e ver que insistem em se tornar estranhos, que desviam os olhares para deslumbrar um carro que passa na rua ao invés de dar apenas um OI a alguém que já fez parte de sua vida, mesmo de insignificantemente, mas fez...

É duro saber que amigos, que para com você se dizem saudosos, mas estava ali, menos de 3 metros no mesmo lugar e se quer se dão o trabalho de dizem OI...vai ver a moral está baixa né? Deve estar muito baixa mesmo. Mas de que moral que se referem? Uma moral que se abala em um dos lados quando se dizem estar fora das armações, mas vemos nitidamente e provamente que este mesmo que estava ali na recepção, uma moral que diz isso aqui e li a outrem, mas aqui diz aquilo...

A vida nos mostra quem realmente vale a pena nossa dedicação, e nos mostra também por quem devemos desistir, pois estes não nos tratam com prioridade e sim com opção (conforme mensagens facianas). Temos fatos e situações que nos servem de sinais da vida para abandonar este ou aquele, mas somos humanos e erramos, mas o pior é que insistimos no erro.

Como pode algo que já nos magoou tanto continuar nos magoando? Como uma pessoa que já fez e disse coisas que quebrou o cristal da amizade, desfez o laço, e mesmo assim insistimos em nos magoar? Por quê? Seria porque esperamos mais de pessoas que nos quer de menos? Essas pessoas enganam a si mesmo quando diz que nos gostam, pois os atos e palavras mostram o contrário.

Há pessoas que mesmo não tendo um vínculo tão forte esperamos o mínimo para um bom convívio, mas até essas mínimas coisas que realmente não nos fazem falta, até mesmo isso nos chateiam...

Mas é isso ai, ninguém passa pela vida de ninguém a toa, uns entram e ficam, uns entram...ficam...mas acabam saindo, outros sequer entram, outros passam na janelinha, e outros e outros... Passageiros de uma vida que terá muitas histórias, mas temos que seguir em frente, pois Deus há de nos colocar muitas pessoas em nossas vidas ainda, pessoas boas, pessoas tanto faz e pessoas ruins, todas contribuirão para seu crescimento como pessoa e ter conhecimento das capacidades dos seres humanos. O lance é tenta ignorar tudo de ruim que já escutou dessas pessoas que dizem ti gostar, é retribuir as desviadas de olhares olhando para o carro seguinte, é manter uma distância de 6 metros para equiparar à do outro, e tudo por provocação? Não, apenas o destino encarrega de colocar as pessoas certas na hora certa, encarrega de passar um caminhão para não precisar fugir de olhares, nos da cegueira para não nos magoar mais, pois o que os olhos não vê o coração não sente, é soltar uma música alta para não ouvir asneiras...TUDO TEM UM PORQUÊ, DEVEMOS ACEITAR, ABSORVER O QUE FOR DE POSITIVO E EXCLUIR O QUE NOS FAZ MAL, POR MÍNIMO QUE SEJA...

É BEM ASSIM...!!!

terça-feira, 8 de maio de 2012

Decadência social




O julgamento de atitudes alheias é fácil quando se está por fora, a pré-avaliação de situações que não agradam a todos e parecem ofensivas e desprezíveis é inevitável. A tentativa de inserção social parece inútil quando se têm em troca olhares, cochichos e sorrisinhos de meia boca, ao invés de atitudes verdadeiras ou ao menos educadas. Mas tudo bem, ninguém é obrigado a engolir ninguém, mas o convívio social é inevitável, disso não há como fugir, e sim como evitar, evitar ser falsa, evitar falar mal de alguém, evitar ter que aguentar algo desagradável, evitar conversas sem sentido, evitar ter que mudar sua rotina para que não a vejam, evitar conversinhas reservadas apenas por não querer que outrem participe. Adoram julgar tais atitudes, mas ninguém se propõe a entender, posso exagerar, mas não inventar. A percepção de distanciamento é lenta, afinal demoram a perceber algo que não faz falta, mas quando a percebe (e se perceber) apenas acusam de desleixo fraternal e distanciamento social, ai vem junto as críticas e acusações, aparecem adjetivos e presunções, mas é sempre assim, é mais fácil julgar do que procurar saber o por quê, é mais fácil definir a distanciamento como um alívio em seu convívio do que se mostra o mínimo preocupado com alguém que já fez parte de seu vínculo social, assim fica melhor, claro, é melhor não ter que fazer perguntas e ouvir desabafos, ter que ver olhares baixos e dá conselhos decorados, ou ter que aceitar quando lá no fundo a vontade é negar. Tudo é reflexo de nossas atitudes, se tivesse feito isso teria acontecido aquilo, e assim vai, pode ser isso, ou não, pode ser que se tivesse feito aquilo talvez não estivesse acontecendo isso, mas há coisas que acontecem que nos tiram as forças e principalmente a coragem de encarar certas coisas novamente, de passar por situações evitáveis. Covarde? Talvez; Sem palavra? Quem sabe; Ofensiva? Nunca; Com segundas intenções? Só se for te ter algo verdadeiro e recíproco. Parece fantasiar situações e presunções, mas na verdade é que há pessoas com forte receptividade, tudo lhe passam ou lhe desejam chegam como uma enxurrada, e lavam a alma com discretas lágrimas cada vez que as vê, as esfrega com as mangas esminguadas da vida que já se acostumo com tudo isso, mas que mesmo assim sentisse ainda mais doida a cada nova situação, a cada nova rejeição, mas tudo bem...a vida nos tira o que não era pra ser nosso, e nos dá o que pode ser o nosso futuro. ( Apenas mais um desabafo...)


quarta-feira, 11 de abril de 2012

Espelho X Anjos



Na vida há fatos que nos levam a pensar em muitos por quês, por que tinha que ser assim? por que aconteceu de tal forma? POR QUE COMIGO? e assim vai...
Questionamento leva o ser humano a pensar em seu próprio modo de agir e fantasiar situações futuras, simulando diálogos possíveis ou imagináveis reações, claro, sempre com a presença de um fiel amigo que dificilmente discorta de nossos pontos de vista, o ESPELHO.
Através do espelho podemos nos observar, nos estudar, dizer o que na vida real não se fala, fazer ou deixar de fazer coisas talvez vergonhosas, mas só ele nós escuta, nos observa e nos aconselha de certa forma.
Tais fatos poderiam ser resolvidos na presença de um companheiro, na presença de um amigo com quem pudessemos desabafar e pedir conselhos que realmente valessem a pena. Porém poucos são os providos desses anjos (amigos), eles são raros, mas quando encontrados costumam ser da melhor qualidade, fiel, parceiro, afinal "Companheiro é companheiro".
As fases da vida nos levam a caminhos desconhecidos e amedrontantes, onde quando mais precisamos dos anjos.....cá eles não estão...uns por opção em abandonar suas raízes ao encontrar áreas verde e deslumbrantes, outros por conta do destino que aproxima e separa almas sem explicar o porquê, e ainda há aqueles que são anjos de épocas, tem épocas que aparecem, e tem épocas que somem (mesmo assim a culpa do distânciamento ainda é sua).
Há os anjos que veem para ocupar o lugar de outros que de certa forma se foram, são sempre pontuais, aparecem na hora certa, de ante-mão, pronto pra qualquer parada, mas por ironia do destino...NINGUÉM É SUBSTITUÍVEL.
Por que não podemos ter nossos anjos sempre aqui do nosso lado cantando uma canção de ninar enquanto as lágrimas insistem em rolar em nossa face? Por que não fikam aqui apenas por ficar, apenas para observar ou nem se quer olhar, mas mesmo assim estar presente, sentindo junto mesmo estando longe?
Cada anjo, uma particularidade, uma forma de ser e agir... mas nenhum anjo é como outrem. Há os que nos empolgam e depois decepcionam, há os que nos decepcionam depois nos conquistam, há os que fingem não se importar mas são tão fieis quanto o sol nos dias de verão.
Mas tem aqueles que de certa forma podem ser classificados como quase anjos, ou melhor Semi-anjos, esses tem o intuito de agradar momentâneamente, estilo freelancer, eles ti agradam no que puder enquanto estiver, depois somem...voam e de vez enquando dá uma piscadinha...

Bom cansei por aqui...é isso ai, desabafando mais um pouco...

terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

DESISTIR...







DEUS NOS DÁ A VIDA PARA QUE VIVAMOS INTENSAMENTE DENTRO DOS LIMITES SOCIAIS, MAS QUE LIMITES SÃO ESSES? QUEM OS DEFINE? E PARA QUE SERVEM?...?...?...?...?...?
OS LIMITES SÃO IMPÓSTOS PELA NOSSA CONCIÊNCIA, PELA LIMITAÇÃO DE SI EM PODER OU NÃO PODER, ATÉ ONDE VAI O CENSO DO RIDICULO DAS PESSOAS PARA QUE TENTEM NÃO SEREM RIDÍCULAS. MAS PRA QUÊ? TENTAM SER O QUE NÃO SÃO, SE MASCARAM ATRÁS DE OUTREM SUBJUGANDO-SE ELITE, MAS AO DEFRONTAR COM A REALIDADE SÃO SÓ? E VEEM COMO UM CACHORRO SEM DONO SE ESFREGANDO E PROCURANDO UMA BREJA PRA ENTRA...E É TÃO CACHORRO QUE DEIXA OS OUTROS DESCOBERTOS SEM SE PREOCUPAR, OU FINGE QUE NÃO PERCEBE...





AS CRITICAS SOCIAIS VEM DE TODOS OS LADOS, SEM TER POR ONDE E NEM PORQUÊ..MAS SÓ RECEBER CRITICAS E JULGAMENTOS CANSAM.





A PAZ ESPIRITUAL SE ALCANÇA QUANDO AS COISAS AO SEU REDOR FAVORECEM A ISSO, MAS ATINGIR O INFERNO É MUITO MAIS FÁCIL, POIS AS PESSOAS NÃO AGUENTAM VER A FELICIDADE DO OUTREM QUE JÁ QUEREM CUTUCÁ-LA PARA VER SUA PROFUNDIDADE, MAS INFELIZMENTE A MINHA FELICIDADE TEM TETO DE VIDRO, QUANDO O DIA PARECE ESTAR BOM, SEMPRE TEM UMA BISCATE PARA ATRAPALHA...E DIGO BISCATE NÃO NO SENTIDO OFENSIVO, MAS NA FORMA DE DIZER QUE SEMPRE VEM COM UMA COISINHA AQUI E OUTRA ALI, MAS CADA COISINHA CONSEGUE TER DIMENSÕES GIGANTESCAS, O QUE NÃO DEVERIA SER ASSIM, MAS INFELIZMENTE É...NÃO DEVERIAMOS NOS IMPORTAR COM ATITUDES PODRES DAS PESSOAS, MAS EU ME IMPORTO...DEVERIAMOS SIMPLESMENTE IGNORAR ATOS PROVOCADORES, MAS EU NÃO AGUENTO MAIS IGNORAR...CHEGA UMA HORA QUE A JUNÇÃO DE TAIS ATOS CAUSAM UMA ERUPÇÃO PSICOLÓGICA...É CUTUCADA AKI, É PROVOCAÇÃO ALI, É AFRONTA DE CÁ, É IGNORANCIA DE LÁ, É DESRRESPEITO SEMPRE, É FINGIMENTO CONSTANTE, É JULGAMENTO ACOLÁ E CRITICAS A RODOO...ISSO CANSAAA E MUITOOO....





OUVIR E DAR CONSELHOS É FÁCIL, É MUITO FÁCIL FALAR QUE TUDO ISSO É UMA TEMPESTADE NO COPO D'ÁGUA, MAS PASSE POR ISSO E SEJA COMO EU SOU, IGNORE O QUANTO EU IGNORO E VEJA ATÉ ONDE VAI SEU LIMITE, QUERO VER DIZER QUE SOU FRACA AO PASSAR PELO QUE PASSO...





AGRADEÇO MUITO A DEUS POR TUDO QUE TENHO, MAS PERDÃO SENHOR,,,JÁ NÃO TENHO MAIS FORÇAS PARA TENTAR A CONTINUAR...PERDÃO...